Característica

A pílula do dia seguinte, também conhecida por pílula de emergência ou pílula pós-coito, é um método contraceptivo de emergência, ou seja, deve ser usado em situações de exceção, para prevenir uma gravidez não planejada resultante de uma relação sexual desprotegida. O contraceptivo de emergência mais utilizado contém levonorgestrel (progestagênio) na dose de 1,5 mg. Está indicada quando nenhum método contraceptivo foi utilizado, esquecimento da tomada de pílula convencional, rotura ou deslizamento do preservativo e vítimas de abuso sexual. Atenção, a pílula do dia seguinte não deve ser usada como método de rotina! É importante lembrar que pílula de emergência não é abortiva, uma vez que age interferindo no processo de ovulação. Ela não interfere em uma gestação já estabelecida.

Posologia

Você deverá tomar a pílula de emergência, preferencialmente, em dose única, embora exista a possibilidade de ser usada em duas doses com intervalo de 12 horas. Portanto, um comprimido contendo 1,5 mg de levonorgestrel deve ser tomado no menor intervalo de tempo possível após a relação sexual desprotegida, preferencialmente, até 72 horas após.
No esquema de dose fracionada, os comprimidos (0,75 mg de levonorgestrel) são ingeridos com intervalo de 12 horas entre eles. A dose única simplifica a administração do contraceptivo de emergência, sem promover aumento dos efeitos colaterais, além de eliminar o risco de esquecimento ou retardo na tomada da segunda dose da pílula.

Eficácia

A eficácia depende do tempo transcorrido desde a relação sexual até a tomada da pílula do dia seguinte, ou seja, quando tomada até 24 horas após a relação sexual, a eficácia é de 95%, de 25 a 48 horas após a relação sexual, 85% e de 49 a 72 horas após a reação sexual 58%.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns são náuseas e vômitos que podem ser evitados com o uso de medicações específicas e as alterações no padrão de sangramento. Caso ocorram vômitos até 2 horas após a sua ingestão, a dose deverá ser repetida.

Contraindicações

A pílula do dia seguinte é segura e adequada para todas as mulheres em idade reprodutiva. Devido à natureza de curto prazo de uso desta pílula, não há situações clínicas que tornem o contraceptivo de emergência uma ameaça à saúde da mulher. No geral, a única condição onde o método não deve ser indicado é na suspeita ou confirmação de gravidez. Entretanto, se uma mulher, inadvertidamente, utilizar a pílula do dia seguinte estando grávida, não haverá nenhum efeito nocivo à mãe ou ao feto.

Mais Informações

Clique sobre o card do método para mais detalhes.

Veja
Também

Todas as Postagens

ler conteúdo

Ovulação e período fértil

É a fase do ciclo menstrual em que o óvulo é liberado pelo ovário, que segue até as trompas para…


ler conteúdo

Menstruação

É o fluxo de sangue provocado pela descamação das paredes uterinas que formam o endométrio, quando não ocorre a fecundação….

Gostou do Conteúdo?

Assine e receba nossa newsletter no conforto de sua caixa de e-mail.



© 2019 #vamosdecidirjuntos - todos os direitos reservados.